Terça, 18 de Maio de 2021 14:53
45 988066409
25°

Poucas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,26

Euro

R$ 6,42

Peso Arg.

R$ 0,06

Municípios Quatro Pontes

Programa A União Faz a Vida é pauta de reunião entre Prefeitura de Quatro Pontes e Sicredi

Programa atende professores e alunos da rede municipal de ensino vinculados ao Cmei Cantinho Feliz

27/04/2021 16h05 Atualizada há 3 semanas
Por: [email protected] Fonte: Assessoria
Assessoria
Assessoria

Uma reunião de alinhamento do Programa “A União Faz a Vida” foi realizada ontem (26), na sala de reuniões da Prefeitura de Quatro Pontes.

A pauta foi discutida entre representantes do Poder Público e da Sicredi Aliança PR/SP, contando com a presença do prefeito João Laufer, do secretário de Administração e vice-prefeito Tiago Hansel, da secretária de Educação, Cultura e Esportes, Araceli Basso Tauchert, da coordenadora pedagógica do Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Cantinho Feliz e coordenadora do programa no município, Angélica Borelli Fridrich, além da gerente da agência local da Sicredi, Elaine Sanders, assessora de Desenvolvimento do Cooperativismo, Francielle Carla Trento, e da analista de Desenvolvimento do Cooperativismo, Carolina Lamb.

Quatro Pontes e a Sicredi Aliança PR/SP tem um acordo de cooperação do Programa “A União Faz a Vida”, que visa colaborar para a educação integral de crianças, por meio de educação cooperativa, baseado em projetos, para o desenvolvimento de princípios de cooperação e cidadania.

O programa atende professores e alunos da rede municipal de ensino vinculados ao Cmei Cantinho Feliz.

A coordenadora pedagógica do Cmei Cantinho Feliz e coordenadora do programa no município, Angélica Borelli Fridrich, conta que o programa já tem uma história no município. “Ele começou a fazer parte dos projetos pedagógicos no ano de 2017, com a primeira formação de educadores em meados de outubro do referido ano.

No ano seguinte (2018), o Cmei trabalhou com quatro projetos, todos bem elaborados.

Logo, em 2019 as educadoras optaram por ampliar o número de projetos, tendo oito execuções no total. Já 2020 começou com muitos desafios, mas contribuiu para o crescimento de todos dentro da metodologia aplicada pelo programa.

Ou seja, a escola foi transformada através dos esforços individuais e coletivos de educadores (as), que foram flexíveis para a inovação e solidários na compreensão das novas realidades das crianças e suas famílias.

Foi um ano em que nos aproximamos das pessoas, sobretudo, um contexto que nos fez refletir sobre a importância de sermos mais solidários, cooperativos, empreendedores, comunicativos, protagonistas, justos e, efetivamente, nos levou a analisar a relevância de exercer o nosso papel de cidadania”, expõe.

O programa atendeu, então, centenas de crianças quatropontenses, sendo 90 em 2018, 132 em 2019 e 164 em 2020.

 

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias