Segunda, 26 de Julho de 2021 01:03
45 988066409
20°

Poucas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,2

Euro

R$ 6,12

Peso Arg.

R$ 0,05

Polícia Juri popular

Homem será julgado hoje (09) por homicídio em Marechal Rondon

Para atrair a vitima para fora da casa e atirar ele se identificou como policial

09/07/2021 07h12 Atualizada há 2 semanas
Por: [email protected] Fonte: Radio Difusora
Homem será julgado hoje (09) por homicídio em Marechal Rondon

          O Tribunal Popular do Júri de Marechal Cândido Rondon vai se reunir duas vezes neste mês  para julgar um homicídio e um feminicídio.

         Nesta sexta-feira (09) a partir das 9 horas  estará no banco de réus Ezaque  Alves  da  Silva, atualmente recolhido à cadeia pública de Marechal Cândido Rondon, que em 11 de maio de 2020, por volta das  19 horas, na residência da vitima, a rua Dom Pedro I, no Bairro Frankfurt,  utilizando-se de uma arma de fogo ele disparou  varias vezes contra Everaldo dos Santos .

         Consta na denúncia que a vitima foi atingida pelo menos 8 vezes,  na face, região maxilar direita:  pescoço;  tórax , braço e tronco, ferimentos que provocaram a morte.

         Para praticar o crime e atrair  a vitima para fora da casa,   Ezaque da Silva  se fez passar por policial.

         Mediante recursos que dificultaram a defesa da vitima  Everaldo , o denunciado fez os disparos que ocasionaram a morte.

         Também consta na denuncia que o crime foi praticado por motivo  torpe, ou seja, por vingança, pelo fato de a vitima ser, supostamente,  “cagueta e informante da polícia”

         Na sessão do dia 16 de julho, será julgado por feminicidio Nelso, de 56 anos,  residente na Linha Passo Fundo, Bom Jardim que em 10 de fevereiro deste ano, 2021, matou a facadas sua esposa Zenaide Koerich Fiori.

         O Ministério Publico relata que  “o delito foi cometido por meio cruel, na medida em que o denunciado desferiu diversas facadas na vitima inclusive decepando sua orelha esquerda, o que lhe ocasionou intenso sofrimento antes da morte.”

            Para o Ministério Público o crime também foi cometido por motivo torpe.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias