Terça, 28 de Setembro de 2021 06:28
45 988066409
18°

Poucas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,39

Euro

R$ 6,3

Peso Arg.

R$ 0,05

Municípios Safra

Conab confirma redução na produção de grãos no último levantamento da safra 2020/21

Safra fecha em 252 milhões e 300 mil toneladas

13/09/2021 07h09
Por: [email protected] Fonte: Conab
Conab confirma redução na produção de grãos no último levantamento da safra 2020/21

A produção da safra nacional de grãos fecha o ciclo com um volume estimado de 252  milhões e 300 mil  toneladas, com  redução de 1,8% sobre a safra passada e 4 milhões e 700 mil  toneladas inferior à previsão do levantamento realizado em agosto deste ano.

O resultado foi divulgado hoje (9)  pela Companhia Nacional de Abastecimento e faz parte do 12º Levantamento da Safra de Grãos 2020/21.

Este é o último levantamento para esta safra.

A partir de outubro, a estatal reinicia o ciclo e passa a contabilizar os números da próxima colheita no país.

De acordo com o Boletim  as áreas das culturas de primeira safra estão totalmente colhidas, as de segunda safra em fase final de colheita, as de terceira safra desde a fase de florescimento até o final da colheita, e as de inverno no início da colheita, que será intensificada a partir de setembro.

No caso do milho, a produção total é de 85 milhões 750 mil  toneladas, volume 16,4% menor que em 2019/20, quando fechou em 102  milhões e meio  de toneladas.

A primeira safra está com a colheita finalizada e a segunda safra com 86,9% concluída até o final de agosto.

Para a terceira safra, situada na região do Sealba  - Sergipe, Alagoas e nordeste da Bahia - , além dos cultivos em Pernambuco e Roraima, as fases das lavouras variam desde a fase vegetativa até as operações de colheita.

A produção de soja foi a que equilibrou mais os números totais da safra, com uma produção recorde estimada em 135  milhões e 900 mil  toneladas, aumento de 8,9% em relação à safra 2019/20.

Quanto ao trigo, para a nova safra a Companhia espera aumento de produção aliado ao incremento do consumo interno em 3,71%.

O cenário é favorável, de modo que os estoques de passagem estarão em níveis mais confortáveis.

Para estes, a previsão é que fechem o ano em 1 milhão 360  mil toneladas, volume próximo ao observado em safras anteriores a 2019/20.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias