Terça, 26 de Outubro de 2021 16:26
45 988066409
29°

Poucas nuvens

Marechal Cândido Rondon - PR

Dólar com.

R$ 5,57

Euro

R$ 6,46

Peso Arg.

R$ 0,06

Polícia Irmãos indiciados

Policia Civil conclui inquérito e irmãos são indiciados por agredir e torturar menor de 16 anos em Pato Bragado

Laudo do IML atestou que adolescente teve lesões na boca, braço e crânio: seu cabelo foi cortado

14/10/2021 12h13 Atualizada há 5 dias
Por: [email protected] Fonte: Redação
Radio Difusora
Radio Difusora

     O delegado de Policia de Marechal Cândido Rondon, Rodrigo Baptista Santos, concluiu o inquérito que apurou o caso envolvendo uma menor de idade, indiciando dois irmãos pelos crimes de agressão e tortura.

      A ação foi registrada em 30 de setembro, no município de Pato Bragado, no dia em que a adolescente completava 16 anos.

A vitima contou que estava em casa quando chegou ao local seu ex-namorado, acompanhado da irmã dele, e a convidaram para dar uma volta, com a argumentação de que iriam comemorar.

         A partir dai, a adolescente passou por momentos de terror: os irmãos pararam o veículo em diversos pontos, sendo um deles o cemitério de Entre Rios do Oeste.

A menor foi agredida verbalmente e fisicamente, ameaçada e torturada, tendo os agressores utilizados inclusive uma tesoura e alicate: ela também teve seu cabelo cortado.

Antes de libertarem a vítima, eles ameaçaram para ela não ir à Polícia, pois caso contrário, colocariam fogo em sua casa, ou furariam os olhos - ou até mesmo matariam o seu bebê, de apenas um ano de vida.

         A adolescente contou que os irmãos a acusaram de ter feito “macumba” para a genitora, e por isso das agressões.

A vitima contou ainda que as agressões físicas eram cometidas pela ex-cunhada de 25 anos, e incitadas pelo ex-namorado de 22 anos, que cometia as agressões verbais.

Ela foi libertada e procurou atendimento médico na Unidade de Saúde de Pato Bragado, onde bastante abalada revelou a identidade dos autores, que seriam moradores de Marechal Rondon.

         O delegado Rodrigo instaurou o inquérito e com os possíveis agressores identificados, colheu depoimento dos irmãos.

         Conforme o delegado, eles negaram as agressões; contaram que no dia do aniversário foram ate a casa da vitima onde a chamaram para dar uma volta. Disseram em  depoimento que teriam levado cerveja para beber. Detalhe: a vitima é menor de idade.

        Os irmãos acusados ainda contaram que presenciaram desentendimento entre a adolescente e a mãe, e negam a autoria de qualquer tipo de agressão.

         No transcorrer das investigações, o delegado rondonense juntou ao inquérito, o laudo do Instituto Médico Legal, atestando lesões na boca, braço e crânio.

         Rodrigo contou que pelos elementos investigados, foi possível apurar que os irmãos teriam sido os autores, e que agiram de forma premeditada nas agressões e torturas.

         O delegado lembra que desde que assumiu o comando da 47º Delegacia Regional de Policia Civil de Marechal Rondon, há cerca de 02 anos e 06 meses, não foi registrado nenhum tipo de caso relacionado a tortura, o que chama a atenção das autoridades policiais, levando em consideração o fato de que a vitima foi uma menor de idade.

Rodrigo Baptista Santos está concluindo o inquérito, que será encaminhado a Justiça local, e lembra que o crime de tortura prevê pena de 02 a 08 anos de prisão.

Neste caso, os irmãos estão sendo indiciados também pelo crime de agressão, podendo a pena chegar a 09 anos de reclusão.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias