Quarta, 19 de Junho de 2024 04:04
45 988066409
18°

Tempo limpo

Marechal Cândido Rondon, PR

Dólar com.

R$ 5,44

Euro

R$ 5,84

Peso Arg.

R$ 0,01

Municípios Pato Bragado

Produtores de Pato Bragado são orientados sobre emissão de nota eletrônica e adesão ao Susaf

.

22/05/2024 14h57
Por: [email protected] Fonte: Assessoria
Assessoria
Assessoria

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Meio Ambiente de Pato Bragado promoveu na tarde de ontem (16), na Câmara de Vereadores, o encontro com produtores rurais, empresas e escritórios de contabilidade do município para repasse de orientações acerca do cadastro e emissão de nota de produtor eletrônica e adesão ao Susaf-Pr.

A obrigatoriedade da nota de produtor eletrônica foi prorrogada para 02 de janeiro de 2025.

As servidoras Claudete Lúcia Scaravonatto, Maria Salomé Ribeiro e contadores apresentaram os caminhos para o cadastro junto à Receita Estadual, a relação de tributos relacionados à aposentadoria e os benefícios da adesão à nota fiscal eletrônica, como a eliminação da prestação de contas na prefeitura e a redução de erros de escrituração.

Todos foram orientados a fazerem o cadastro com login e senha no sistema da Receita Federal, para irem se familiarizando com o sistema e não correrem o risco de não conseguirem entregar os produtos, quando se tornar obrigatório. 

CERTIFICAÇÃO

O município recebeu no último dia 24 de abril, o certificado de Adesão ao Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Suasa-Susaf - Pr).


O certificado permite que produtores agroindustriais que estão dentro das normas, possam vender os produtos de origem animal da agricultura familiar para todo o Estado, aumentando a renda e a arrecadação.


Na busca da certificação do Susaf, houve um grande investimento por parte do governo municipal, que fez a contratação de veterinários e investiu em treinamentos e contratos com o Sebrae para que os produtores e o município pudessem se adequar as leis e normas estaduais de venda dos produtos de origem animal da agricultura familiar.


A adesão é opcional e a médica veterinária, Maria Carolina de Oliveira Sestak Rodrigues disse que cabe aos produtores analisarem a produção e as adequações necessárias nas propriedades, e decidirem se encaminham o pedido de adesão.

 

A reunião contou com a participação do prefeito Leomar Rohden, o Mano, vice-prefeito, John Nodari, vereador Dante Mundt, diretor do departamento de Fomento Agropecuário, Jair de Souza, técnico do Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), Adilson Winter, representantes de cooperativas, do ramo de grãos e de escritórios de contabilidade, além do grande número de produtores, que apresentaram suas dúvidas. O objetivo foi informar e prestar todos os esclarecimentos necessários.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias